terça-feira, 11 de março de 2014

Proex comemora o Dia Internacional da Mulher

Jéssica Rocha (Estagiária de Jornalismo)

A Pró-Reitoria de Extensão (Proex) inicia a sua programação de atividades de 2014 em 13 de março, em comemoração do Dia Internacional da Mulher (8 de março). As ações serão realizadas, das 10h às 14h, no Saguão do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap), Rua Marquês do Paraná, 303, Centro, Niterói.

Iniciativa da Coordenação de Difusão e Fomento à Extensão, o Programa UFF Mulher tem como objetivo promover o diálogo e a troca de saberes entre a universidade e a sociedade, por meio de atividades relacionadas às áreas de gênero, direitos humanos, saúde, cultura, educação e qualidade de vida.

O programa organiza conferências e seminários sobre os temas mulher e gênero durante todo o ano. Também realiza atividades em comunidades e em todos os municípios onde a UFF tem polos universitários. "Mais de duas mil pessoas já participaram das ações que promovemos. Para o evento do dia 13 de março, esperamos que aproximadamente 400 pessoas participem de nossas atividades", afirmou a supervisora do UFF Mulher, Luciana Bittencourt.

Durante o dia, o público poderá conferir orientações sobre câncer do colo do útero e de mama, autoexame, violência contra a mulher, aferição de glicose e pressão arterial, shiatsu, dicas de beleza, informações sobre doenças sexualmente transmissíveis, nutricionais e plantas medicinais. Também serão fornecidas informações sobre as ações de extensão da UFF, conhecimentos básicos sobre guarda responsável, saúde e bem-estar animal, vivências de ikebanas, dança de salão e oficina de memorização. Haverá ainda sorteio de brindes.

Huap tem programa para atender mulheres vítimas de violência

Margareth Rossi

Há 12 anos, mulheres dos municípios de Niterói, Itaboraí, Maricá, Rio Bonito, São Gonçalo, Silva Jardim, Tanguá, região da Metropolitana II, contam com o SOS Mulher. O programa tem como objetivo acolher vítimas de violência sexual ou doméstica e oferecer atendimento emergencial e assistência integral às demandas decorrentes desses abusos.

Dados do Ministério da Saúde de 2012 informam que 12 milhões de pessoas sofrem violência sexual a cada ano no mundo, e pesquisas e relatórios apontam que uma em cada quatro mulheres é vitima de violência de gênero. No Brasil, 23% destas mulheres estão sujeitas à violência doméstica, onde 70% dos crimes ocorrem dentro de casa.

O SOS Mulher é coordenado pela assistente social Leila Maria Campos Guidoreni e formado por uma equipe de nove profissionais das áreas de serviço social, enfermagem, farmácia, medicina (ginecologia e infectologia) e psicologia, e duas estagiárias do curso de Serviço Social. O programa atende mulheres a partir dos 18 anos.

Atualmente, o Setor de Emergência do Huap faz atendimento humanizado a mulheres em situação de violência sexual, com atenção 24 horas, de forma referenciada pelo Ministério da Saúde.

Para casos de violência doméstica, as vítimas devem se dirigir ao Serviço Social do Ambulatório do Huap, Rua Marquês do Paraná, 303, Centro, Niterói, onde funciona o SOS Mulher, de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h. Outras informações pelo telefone 2629-9073.