quarta-feira, 31 de outubro de 2012

UFF AÇÃO MUSICAL 2012

Realizado desde 2009 pelo Centro de Estudo e Iniciação Musical (CEIM), o projeto UFF Ação Musical dissemina conhecimentos musicais, articulando teoria-prática e possibilitando maior interação junto aos estudantes da UFF e à comunidade de Niterói.


terça-feira, 30 de outubro de 2012

Centro de Artes realiza exposição do Projeto Peixe Vivo no Museu do Ingá

O Centro de Artes da UFF promove de 5 a 10 de novembro o Projeto Peixe Vivo, mostra de artes que reúne criações de técnico-administrativos, alunos e professores da universidade. A exposição será realizada no Museu do Ingá, Rua Presidente Pedreira, 78, Ingá, Niterói.

As obras expostas foram selecionadas por meio de um mapeamento feito no início do ano. Os trabalhos estão divididos nas categorias de literatura, cinema, teatro, música, artes plásticas e dança, distribuídos por diversos espaços do museu.

Essa é a segunda edição do projeto, que contará com dois bate-papos literários, atividades em torno de temas culturais e uma edição especial do UFF Debate Brasil, com pesquisadores que discutirão cultura e entretenimento no mundo contemporâneo. Além disso, a programação conta ainda com shows, espetáculo teatral, filmes e leituras dramatizadas de poesias e contos.

O evento é aberto ao público. A programação completa e outras informações sobre os artistas selecionados estão disponíveis em www.centrodeartes.uff.br.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Comunicado importante

A Biblioteca Central do Gragoatá informa que o atendimento aos sábados estará suspenso provisoriamente, até que seja regularizada a situação funcional dos prestadores de serviço.

Desde já agradecemos a compreensão de todos os usuários da BCG e desejamos uma ótima semana.

Bolsa de Desenvolvimento Acadêmico abre inscrições em projetos

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis está com inscrições abertas até o dia 5 de novembro para bolsistas de Desenvolvimento Acadêmico (antiga Bolsa-Treinamento), que podem se inscrever em Projetos de Desenvolvimento Acadêmico, acessando o link https://sistemas.uff.br/bolsas.

Após finalizar a inscrição, o estudante receberá um e-mail de confirmação que deve ser impresso e apresentado ao professor-coordenador do projeto, de 19 a 23 de novembro, juntamente com seu histórico escolar atualizado e plano de estudos referente ao segundo semestre de 2012.

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Sábado tem contação de histórias na Livraria Icaraí

“Brincar e ouvir história são duas coisas importantes para o desenvolvimento da criança”, defende a pedagoga e produtora cultural Graça Porto. “Ouvindo belas histórias elas transformam seu imaginário e se tornam mais criativas”, afirma. Graça estará no próximo sábado, dia 27 de outubro, das 10h ao meio-dia, na Livraria Icaraí da Editora da UFF, promovendo uma seção de contação de histórias e confecção de piões e peixinhos a partir do reaproveitamento de material reciclável. O evento fecha a programação especial do mês das crianças, realizada pela livraria. O endereço é Rua Miguel de Frias 9, anexo, Icaraí, Niterói, e a entrada é franca.

Pesquisadora e apaixonada por brinquedos e brincadeiras, Graça explica que, para ser incentivada a ler, a criança precisa ter contato com boas histórias. “Não importa como: pode ser ouvindo a narrativa e usando a imaginação ou só olhando figuras. Acho que o importante é ter contato com livros, livros e livros, para mais tarde tê-los como melhor amigo”, garante a pedagoga, que ensina: “Ler para uma criança é muito mais importante do que enchê-la de presentes”. Entre as histórias escolhidas para o encontro deste final de semana estão A bonequinha preta, de Alaíde Lisboa de Oliveira, e Parou Paradinho, de Maria Mazzetti.

Novo mestrado de Serviço Social abre inscrições

O novo curso de mestrado acadêmico em Serviço Social e Desenvolvimento Regional da UFF abriu inscrições para o processo seletivo. Interessados podem inscrever-se até o dia 23 de novembro. Para obter informações sobre o edital, basta acessar www.ppgssdr.uff.br.

Outras informações pelos telefones 2629-2735 e 2629-2736 ou pelo e-mail ess@vm.uff.br.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Divulgada lista de finalistas do Prêmio UFF de Literatura

O júri do 6º Prêmio UFF de Literatura – Poesia, Crônica e Conto concluiu seu trabalho de seleção, escolhendo 20 textos de cada categoria para integrar a antologia que será lançada na festa de premiação do dia 17 de dezembro, no Solar do Jambeiro, em Niterói. Na ocasião, será divulgado o resultado final, com anúncio do vencedor de cada categoria e que, além do Troféu Itapuca, ainda ganhará um laptop.

A edição deste ano apresentou como tema “O Contador de Histórias”, em homenagem ao centenário do escritor e jornalista Luís Antônio Pimentel. O concurso tem o patrocínio da Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro, da Fundação Euclides da Cunha e da Pró-Reitoria de Extensão da UFF.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Campanha quer zerar déficit de bibliotecas no Brasil

Por Vagner de Alencar

Imagine se 24 bibliotecas fossem instaladas diariamente no país até os próximos oito anos. O que seria considerado um sonho para as instituições de ensino é, na verdade, a conta que precisaria ser feita para atender à lei 12.244, sancionada há dois anos, que obriga todas as escolas públicas e privadas a implantarem bibliotecas até 2020. Para dar luz ao tema, o Instituto EcoFuturo em parceria com empresas privadas e organizações civis lançou recentemente a campanha Eu Quero Minha Biblioteca. A ideia é sensibilizar os candidatos e prefeitos eleitos pelas eleições municipais e, principalmente, mobilizar a população para exigir a efetividade deste direito.

No ar até 2020, a campanha mantem um portal onde as pessoas podem  encontrar informações sobre a lei, detalhes sobre os projetos de lei em tramitação que abordem temas relativos às bibliotecas, audiências públicas agendadas, informações sobre como montar essas bibliotecas, quais escolas já criaram as suas e ainda um mapa, em tempo real, que mostra a adesão da população e de candidatos ao movimento.

Vladimir Melnikov / fotolia
















Ao aderir à campanha, os participantes passam a ser informados sobre estratégias que podem e devem ser implementadas no âmbito da política pública local. A ideia é articular uma rede ativa de mobilizadores, promovendo o mesmo impacto social do projeto Ficha Limpa (projeto de lei que teve origem na sociedade e que ganhou espaço na câmara legislativa depois de uma mobilização em massa e foi efetivado). Até agora, mais 800 pessoas em 379 municípios de todos os estados do país já apoiaram a campanha, que também conta com a adesão de mais de 20 parlamentares e 74 instituições.

Segundo Christine Fontelles, diretora de educação e cultura do Instituto EcoFuturo e uma das principais idealizadoras da campanha, a implantação das bibliotecas é apenas um dos eixos do grande tema que é a educação para a leitura no Brasil. “Ter o espaço é fundamental mas paralelamente é necessário discutir esse recheio. É preciso assegurar tanto uma arquitetura confortável como profissionais dentro dessas bibliotecas e acervos que conversem com o projeto pedagógico”, afirma.

Ainda de acordo com Christine, a preocupação com a leitura no Brasil entrou em pauta há cerca de uma década e vem, pouco a pouco, ganhando uma projeção maior, ainda que não seja tratada de uma forma muito adequada para a efetividade da política pública. “Em muitas regiões, surgem ‘jegue-livro’, ‘carro-livro’, ‘balsa-livro’ ou ‘bicicleta-livro’ buscando dar conta desse déficit”, diz.

Cartilha

Outra ação da campanha é distribuição de uma cartilha que orienta gestores públicos sobre como acessar recursos para implementar e manter bibliotecas. A publicação traz, por meio de uma linguagem bem simplificada, informações relacionadas a espaço e infraestrutura – com livros em braile e audiolivros –, equipe e atendimento. “Descobrimos que os gestores, muitas vezes, desconhecem as políticas existentes e não fazem sinapses dos  recursos de educação voltados para as bibliotecas”, afirma Christine.

A publicação já foi enviada a governadores, secretários estaduais de educação, parlamentares da comissão de educação, imprensa e organizações que fazem parte da coalizão que organiza a campanha. Em 2013, o material será distribuído a todos os prefeitos e secretários municipais de educação.

Bibliotecas-parque

Um das inspirações da campanha é o modelo realizado pelo país vizinho. Na Colômbia, todas as escolas têm biblioteca e o processo de implementação dessas fez parte de um esforço maior para ampliar a cultura de leitura da população. A proposta integrou um programa nacional de redução da violência, que teve início em Medelín e expandiu para outras cidades como Bogotá (considerada a Capital Mundial do Livro pela Unesco em 2007). “ Essas cidades oferecem um serviço público de referência, mantêm uma infraestrutura de qualidade e são vocacionadas para promover leitura em todas as faixas etárias”, diz Christine.

No Brasil, um modelo similar, também inspirado na iniciativa colombina, é realizado há dois anos no Rio de Janeiro. A Biblioteca-Parque, considerada a primeira no Brasil, tem 3.300 metros quadrados e beneficia moradores de 16 favelas de Manguinhos, uma das áreas mais pobres da cidade. Ainda no estado, a Biblioteca Pública de Niterói é a segunda biblioteca-parque, reinaugurada em julho deste ano. A próxima a adotar o modelo será a favela da Rocinha.

Fonte: Porvir

Publicitários renomados participam de evento organizado por alunos de Publicidade e Propaganda da UFF

“Revelando a Magia da Publicidade” é o tema da quinta edição do Vitamina UFF, evento que promove, uma vez por ano, o encontro de futuros publicitários com grandes nomes do mercado de publicidade brasileiro. Entre 29 e 31 de outubro, 12 palestrantes irão revelar como fazem para uma produção extremamente técnica parecer algo mágico para o público. A magia da publicidade e seus segredos poderão ser conhecidos por estudantes de comunicação de várias faculdades, tanto públicas quanto particulares, que todo ano sempre participam do evento.

Organizado por alunos do curso de Publicidade e Propaganda da Universidade Federal Fluminense, sob a coordenação da professora Lilian Ribeiro, o Vitamina UFF 2012 terá início às 17h, no Auditório Florestan Fernandes do Campus do Gragoatá, Bloco D, São Domingos, Niterói, onde os interessados também poderão participar de cursos e workshops.

As inscrições são feitas pelo site www.2012.vitaminauff.com.br ou pelo Facebook em www.facebook.com/VitaminaUFF. O valor a ser pago é de R$ 7 por dia ou de R$15 para os três dias. Serão realizadas brincadeiras e sorteios de vários prêmios, inclusive de bolsas do Grupo de Mídia.

Programação das palestras

• 29 de outubro - Ágatha Arêas (diretora de Marketing da Artplan e do Rock in Rio Brasil e Rock in Rio Lisboa) e Nico Rezende (sócio da BEAT Jingles, Trilhas e Spots e criador de trilhas sonoras de comerciais como o “No Seu Ritmo”, da Coca-Cola).

• 30 de outubro - Ana Couto (diretora de Criação da Ana Couto Branding e especialista no desenvolvimento de marcas), Antônio Jorge Alaby Pinheiro (diretor da agência Mídia 1 e presidente do Grupo de Mídia-RJ), Fernando Sá (gerente de Marcas da Coca-Cola, responsável pelo segmento esportivo da Coca-Cola “Powerade”), Sandra Sartié (diretora de Mídia da Agência Grey) e Vinícius Limoeiro (gerente de Planejamento da agência W/McCann, responsável pelas marcas L’Oréal Paris, Colorama e Maybelline-NY).

• 31 de outubro - Dudu Almeida (diretor de Criação da agência Quê Comunicação e presidente do Clube de Criação-RJ), Eduardo Barbato (“Head Strategy” e criador do conceito integrado da Agência 3, ex-diretor de Planejamento On-line da NBS) e João Santos (dono e diretor de Criação da Giacometti e vice-presidente do CCRJ).

Inscrições e outras informações: www.2012.vitaminauff.com.br ou www.facebook.com/VitaminaUFF.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Bibliotecas Digitais

A Seção de Informação Referencial (SIR) informa que já se encontram disponíveis para os usuários da Universidade Federal Fluminense as Bibliotecas Digitais Ebrary e JSTOR.

O acesso é feito através do site da Superintendência de Documentação (SDC), no menu Bibliotecas Digitais e Recursos Eletrônicos e a senha para tal é a mesma para acesso ao Portal CAPES.

Fonte: E-mail enviado pela Seção de Informação Referencial da Superintendência de Documentação

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Em entrevista coletiva, reitor afirma que recente Lei de Cotas é um retrocesso em relação à política de inclusão da UFF

O reitor Roberto Salles explicou aos jornalistas que a UFF já havia aprovado a reserva de uma cota de 25% de suas vagas para estudantes vindos de escolas públicas estaduais e municipais, com renda familiar de até 1,5 salário mínimo, o que não mais ocorrerá devido à recente Lei de Cotas. Isso significaria quase 2,4 mil vagas, de um total de 9.640 disponíveis no próximo vestibular UFF (2013).

O retrocesso, explicou o reitor, se dá tanto pelo fato de a lei destinar 12,5% para o sistema de cotas, como por “ela considerar como escolas públicas também os colégios federais, militares e de aplicação, cujos alunos, todos sabem, são tão bem preparados quanto os das melhores escolas particulares”. A lei, portanto, colocou uma dificuldade maior para os estudantes oriundos da rede pública, no sentido considerado pela UFF, disse ele, como os mais necessitados de inclusão, que são os das escolas municipais e estaduais.

UFF vai além da cota prevista na lei

No entanto, o entendimento da Comissão Interna e da Procuradoria Federal junto à UFF, é de que a lei terá de ser aplicada. Neste ano, portanto, o vestibular da UFF destinará o percentual de 12,5% de suas vagas ao sistema de cotas previsto na lei, mas vai acrescentar mais 10% de suas vagas exclusivamente aos estudantes de escolas públicas municipais e estaduais, excluindo os colégios de aplicação militares e as escolas técnicas.

Além disso, ressalta o reitor, a aplicação da lei é extremamente complexa, por exemplo, quanto às condições específicas de comprovação de renda, “que exigirão uma logística sofisticada, pessoal qualificado e custos, isso sem falar da estratificação racial”.

O próximo vestibular será realizado 100% pelo Sistema Único de Seleção (Sisu), mas, para o vestibular de 2014, a universidade está analisando a possibilidade de realizar uma segunda fase em sua seleção, para garantir o padrão UFF, explicou Roberto Salles. O reitor concluiu, dizendo que a questão não é de ser contra a lei, mas contra as injustiças que poderão ser provocadas.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Lei de Cotas é regulamentada e portaria esclarece a aplicação

Foram publicados no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 15, o decreto que regulamenta a Lei de Cotas e a portaria normativa do Ministério da Educação com informações complementares sobre a nova legislação. Durante evento no MEC, o ministro Aloizio Mercadante apresentou ambos os documentos à imprensa. “Estamos abrindo as portas das melhores universidades do país por meio do sistema de cotas”, comemorou.

O decreto, assinado pela presidenta da República, Dilma Rousseff, garante a reserva de 50% das matrículas por curso e turno nas 59 universidades federais e 38 institutos federais de educação, ciência e tecnologia a alunos oriundos integralmente do ensino médio público, em cursos regulares ou da educação de jovens e adultos. Os demais 50% das vagas permanecem para ampla concorrência. O total de vagas reservadas às cotas será subdividido — metade para estudantes de escolas públicas com renda familiar bruta igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita e metade para estudantes de escolas públicas com renda familiar superior a um salário mínimo e meio. Em ambos os casos, também será levado em conta percentual mínimo correspondente ao da soma de pretos, pardos e indígenas baseado no último censo demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para o cotista ter um exemplo da aplicação integral da lei, pode tomar como base um curso de 100 vagas em instituição federal do Rio Janeiro, na qual o percentual de pretos, pardos e indígenas é de 51,80%. Após quatro anos da sanção da lei, o curso teria 13% do total de vagas reservado a pretos, pardos e indígenas. O número de vagas, portanto, varia de acordo com a oferta total em cada curso e turno.

A lei será aplicada progressivamente nos próximos quatro anos. A vigência da política afirmativa é inicialmente de dez anos, a partir da sanção da lei, em 29 de agosto de 2012. Após este período será feita uma avaliação com os resultados obtidos na década. “A política de ações afirmativas é sempre feita de forma temporária. O objetivo dela é corrigir uma desigualdade, uma distorção”, destacou Mercadante.

O documento do governo federal esclarece que o critério de seleção será aplicado de acordo com o resultado dos estudantes no Exame Nacional de Ensino Médio (Enem). Segundo a lei, 12,5% das vagas de cada curso e turno já deverão ser reservadas aos cotistas nos processos seletivos para ingressantes em 2013. As universidades que já tiverem publicado seus editais terão 30 dias para se adaptarem ao que diz a lei.

A Lei de Cotas determina o mínimo de aplicação das vagas, mas as universidades federais têm autonomia para, por meio de políticas específicas de ações afirmativas, instituir reservas de vagas suplementares.

O MEC oferecerá aos reitores das universidades federais planilha demonstrativa com as fórmulas para cálculo de implementação da Lei de Cotas. De acordo com texto do decreto, sempre que a aplicação dos percentuais para a apuração da reserva de vagas gerar um resultado com decimais, este será arredondado para o número inteiro imediatamente superior.

O decreto ainda institui um comitê de acompanhamento e avaliação das reservas de vagas nas instituições federais de educação superior e de ensino técnico de nível médio. O grupo será composto por dois representantes do MEC, dois representantes da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial da Presidência da República, além de um membro da Fundação Nacional do Índio. Poderão ser convidados também representantes de movimentos sociais.

De acordo com o ministro Mercadante, o MEC ainda está articulando com os reitores a política de acolhimento dos alunos cotistas, que deverá valer a partir de 2013. Um dos debates é em torno da política de tutoria e nivelamento, aplicada atualmente em algumas universidades que mantêm sistema de cotas.

Assessoria de Comunicação Social

Acesse a portaria normativa nº 18

Leia a íntegra do decreto

Veja gráfico explicativo sobre a divisão de vagas para os cotistas

Ouça exposição do ministro sobre a política de cotas

Fonte: Ministério da Educação

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Economia criativa será debatida no UFF Debate Brasil

O UFF Debate Brasil do dia 24 de outubro trará como tema a economia criativa e será realizado às 18h, no Auditório Macunaíma do Instituto de Letras, Campus do Gragoatá, São Domingos, Niterói. O evento, que terá duração de 120 minutos, será transmitido ao vivo pela Unitevê, Canal Universitário de Niterói (17 SIM TV). A entrada é franca.

O assunto escolhido para debate se deve ao fato de os produtores culturais, empresários e gestores públicos estarem se reunindo para criar, conduzir, implantar e acompanhar as políticas públicas que estão mudando a cara do Brasil, priorizando o apoio aos profissionais e aos empreendimentos criativos no país.

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Creche UFF celebra 15 anos com lançamento de livro

Inaugurada em 1997, a Creche da Universidade Federal Fluminense completa 15 anos neste mês de outubro, reafirmando sua posição de referência não apenas como espaço educacional para os filhos de técnico-administrativos, professores e alunos da universidade, mas também como local de formação, pesquisa e estudo para profissionais da educação infantil.

Parte do conhecimento adquirido ao longo dessa história está reunida no livro “Cadernos Creche UFF: textos de formação e prática”, que será lançado dia 18 de outubro, às 18h, no Auditório Florestan Fernandes, Campus do Gragoatá, Bloco D, São Domingos, Niterói.

Organizado pela professora Dominique Calinvaux, a coletânea traz oito artigos que, recorrendo às referências teóricas que caracterizam essa área profissional, buscam apontar para a esfera das práticas educativas dessa etapa do ensino básico. O livro pretende tornar-se o primeiro de uma série voltada para o tema.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

UFF promove seminário sobre proteção social e cidadania

O Seminário Internacional Proteção Social e Cidadania Hoje: Tendências e Desafios será realizado de 27 a 29 de novembro no auditório do Instituto de Geociências, Campus da Praia Vermelha, São Domingos, Niterói. As inscrições de trabalhos podem ser feitas até o dia 15 de outubro.

Na programação, constam palestras sobre sistemas de proteção social no mundo ocidental, mesas coordenadas com apresentações orais dos trabalhos selecionados, mesa-redonda sobre políticas públicas, desigualdade social e combate à pobreza, dentre outros temas.

O seminário é gratuito e realizado pelo Programa de Estudos Pós-Graduados em Política Social, da Escola de Serviço Social da UFF. Outras informações em www.uff.br/politicasocial.

Confira a programação completa.

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Etapa final do Festival Som na UFF reúne bandas universitárias

Nos dias 16 e 17 de outubro, das 18h às 23h, no Campus do Gragoatá, Bloco A, São Domingos, Niterói, será realizada a 6ª edição do Festival Som na UFF, mostra de bandas universitárias realizada pela empresa júnior 33 Produções, de alunos do curso de Produção Cultural.

Desta vez, a etapa final da competição fará parte da programação da Agenda Acadêmica, e terá como banda de encerramento a “Lu Baratz e Bloco Cru”. Além dos shows, o festival contará também com o Encontro Aberto, um debate sobre o mercado musical entre músicos e especialistas, no dia 11 de outubro, às 16h, no Instituto de Arte e Comunicação Social, Rua Professor Lara Vilela, 126, São Domingos. Todos os eventos têm entrada franca.

UFF realiza seminário de sociologia e direito

O Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Direito da UFF realizará nos dias 17 e 18 de outubro o 2º Seminário Interdisciplinar de Sociologia e Direito, na Faculdade de Direito, Rua Presidente Pedreira, 58, Ingá, Niterói.

O evento tem por objetivos criar espaço institucionalizado para debate de projetos de pesquisa, promover a interlocução entre estudantes de diferentes programas e incentivar e contribuir para o aperfeiçoamento dos trabalhos de pós-graduação e de pesquisa.

Outras informações (programação, GTS, inscrições, hospedagem) podem ser obtidas no site www.interdisciplinar.net.

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Creche UFF celebra 15 anos

No dia 13 de outubro, a Creche UFF celebra 15 anos. Para comemorar a data, será realizado o evento “Creche UFF 1997-2012: Conquistas e desafios”, que se desdobrará em três atividades a serem realizadas no mês de outubro. A iniciativa conta com a colaboração do Núcleo Multidisciplinar de Pesquisa, Extensão e Estudo da Criança de 0 a 6 anos (Numpec).

A comemoração terá o colóquio “Histórias da Creche UFF e Desafios da Educação Infantil”, nos dias 18 e 19 de outubro, no Auditório Florestan Fernandes, Bloco D do Campus do Gragoatá. Palestras e mesas-redondas abordarão a história e os fazeres da creche. A educação infantil no Brasil também será debatida. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo blog crecheuffcoloquio2012.wordpress.com. A exposição “Com Olhos de Criança: Arte e Imaginação” apresentará produções artísticas de crianças da creche no Museu do Ingá, em Niterói, entre os dias 11 e 28 de outubro. Serão expostos desenhos, pinturas, construções, colagens e esculturas dos alunos. Além das obras, haverá oficinas interativas para crianças durante a manhã e a tarde. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2717-2919 e 2717-2893.

Uma mostra científica com o tema “Os fazeres da Creche UFF: educação infantil, ensino, pesquisa e extensão” acontecerá de 16 a 19 de outubro na Biblioteca Central, no Campus do Gragoatá. A mostra apresentará pôsteres sobre as atividades de formação profissional, pesquisa e extensão da instituição, além de uma exposição de projetos de trabalho e práticas educativas da equipe da creche.

A Creche UFF foi inaugurada em outubro de 1997 após um longo período de um esforço de pais, alunos e servidores da universidade que reivindicavam um espaço voltado à educação e cuidado dos filhos. A creche articula os eixos de ensino, pesquisa e extensão, e desenvolve uma proposta inovadora de educação infantil. A proposta pedagógica tem como eixos centrais a brincadeira, as diversas linguagens das crianças e a participação infantil.

Localizada no Campus do Gragoatá, em São Domingos, Niterói, a creche recebe filhos de professores, alunos e funcionários da UFF que tenham entre um ano e meio e seis anos de idade. Cerca de 60 crianças são recebidas de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, divididas em três turmas de acordo com afinidade e idade. Nesses 15 anos, cerca de 400 crianças já passaram pela instituição.

Achuap leva música ao Teatro Municipal e presta homenagem a jornalista

No dia 10 de outubro, às 20h, a Associação dos Colaboradores do Hospital Universitário Antônio Pedro (Achuap) realiza o evento Música no Municipal. Na ocasião, professores, médicos, alunos, técnico-administrativos e voluntários que atuam no Huap irão prestar uma homenagem à jornalista e colunista social Lou Pacheco, que morreu em agosto deste ano.

O Teatro Municipal de Niterói fica na Rua XV de Novembro, 35, Centro. Os ingressos serão vendidos por R$ 10 na Achuap, Rua Marquês do Paraná, 303, 4 º andar, Centro, Niterói.

terça-feira, 2 de outubro de 2012

Projeto UFF Mulher promoverá encontro sobre gênero

O debate sobre a equidade de gênero e o combate à violência contra a mulher merecem destaque e, por isso, o Projeto UFF Mulher da Pró-Reitoria de Extensão promoverá o Encontro de Sensibilização sobre Gênero, em conjunto com o Instituto Promundo.

A ação visa fomentar a reflexão e o debate coletivo sobre o conceito de gênero e suas interfaces, com questões como saúde, sexualidade e violência, por meio de dinâmicas, apresentações e atividades em grupo.

O Instituto Promundo é uma organização não governamental que tem como proposta a equidade de gênero, incluindo saúde sexual, reprodutiva e a prevenção de violência contra mulheres. Com propósito similar, o Projeto UFF Mulher tem como objetivo promover reflexão e discussões sobre as questões do universo feminino.

O encontro ocorrerá no dia 9 de outubro, das 14h às 18h, na Sala dos Conselhos, Rua Miguel de Frias, 9, 3º andar, Icaraí, Niterói. A atividade é gratuita, e para se inscrever envie e-mail para uffmulher@proex.uff.br.

--> Consulte a programação.

Agenda Acadêmica mostrará produção no ensino, pesquisa e extensão da UFF

A Agenda Acadêmica da UFF ocorre anualmente e tem como objetivo apresentar a produção desenvolvida na UFF em suas três grandes áreas de atuação: ensino, pesquisa e extensão. Neste ano, a atividade se realiza entre os dias 15 e 22 de outubro, buscando promover a integração da comunidade interna em torno dos programas acadêmicos da instituição e com a comunidade externa, por meio das mostras elaboradas para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

Dentre outros trabalhos promovidos no município de Niterói e unidades no interior do Estado do Rio de Janeiro, o evento na universidade contará com a Semana de Monitoria, Mostra de Iniciação à Docência na Educação Básica, Programa de Educação Tutorial – PET/MEC, Programa de Educação Tutorial (Propet) da UFF, Semana de Desenvolvimento Acadêmico, Semana de Extensão, além de diversos seminários.

A abertura oficial da Agenda Acadêmica ocorrerá no Auditório Florestan Fernandes, Campus do Gragoatá, Bloco D, São Domingos, Niterói. Na ocasião, haverá a entrega do prêmio Homenagem Prata da Casa – programa de ex-alunos da universidade – e, ainda, um minishow de “stand up”, palestra de abertura sobre sustentabilidade com o professor Nelson Ebecken, um dos homenageados, e coquetel.

--> Consulte a programação completa.

Outras informações no site da Agenda Acadêmica: www.agendaacademica.uff.br.

Fonte: UFF Notícias - Superintendência de Comunicação Social (SCS)

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Proex e Defesa Civil realizam curso de Capacitação de Agentes Voluntários

O curso de Capacitação de Agentes Voluntários de Defesa Civil, voltado aos funcionários e parceiros do programa UFF S.O.S. Comunidade, será realizado em 4 de outubro, das 13h às 18h, na Sala dos Conselhos da Universidade Federal Fluminense, Reitoria, 3º andar. Os participantes receberão informações a respeito de atividades da Defesa Civil, fenômenos de movimentação de massa (histórico das últimas ocorrências no município), percepção de riscos, primeiros socorros com ênfase em desabamentos, prevenção e combate a incêndios. O curso é promovido pela Coordenação de Difusão e Fomento à Extensão da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), em parceria com a Secretaria de Defesa Civil de Niterói.

O programa UFF S.O.S. Comunidade foi criado em 2010 devido aos problemas que surgiram a partir das enchentes ocorridas na cidade de Niterói. A partir daí, vem trabalhando para unir a comunidade acadêmica, especialistas de diversas áreas, pesquisadores, o poder público, a população atingida e a sociedade em geral na busca por soluções para as dificuldades resultantes da tragédia de 2010. Outras informações pelos telefones 2629-5192 e 2629-5193 ou pelo e-mail soscomunidade@proex.uff.br.

Aulas serão substituídas por atividades durante a semana da Agenda Acadêmica

De 16 a 22 de outubro, toda a comunidade estará reunida na programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que terá como tema "Economia verde, sustentabilidade e erradicação da pobreza", e da Agenda Acadêmica da UFF.

No mesmo período, de acordo com a Resolução do Conselho de Ensino e Pesquisa (CEP) nº 189/2005, os estudantes ficam dispensados da sala de aula para participarem das atividades.